5 dicas para prevenir a disfunção erétil

Disfunção erétilA disfunção erétil é uma doença que pode acabar com sua masculinidade e até mesmo relacionamento.

A disfunção erétil se caracteriza quando o homem não consegue ter uma ereção na hora do sexo, ou seja, se você “broxa” regularmente, é bem possível que você sofra de disfunção erétil.

Embora hoje tenha muitos medicamentos contra ela como o Viagra, Cialis, Pramil e Levitra, prevenir essa doença é a melhor alternativa.

Citaremos aqui, 5 dicas para você prevenir essa temida doença que está afetando muitos homens.

1- Controle o estresse

Falamos do estresse nessa página, mas é sempre bom alertar. Afinal, o estresse pode causar muitos problemas de saúde, entre eles a falta de ereção.

Infelizmente, cada vez mais os homens estão sofrendo com estresse e com isso cresce potencialmente o risco deles desenvolverem a disfunção erétil.

Isso acontece porque o estresse diminui substâncias químicas que agem positivamente no organismo, como hormônios, em especial, a testosterona que é o principal hormônio masculino.

A testosterona é responsável pelo crescimento da barba e cabelo, além de ajudar no crescimento da massa muscular magra. Além disso, ela é um dos principais hormônios sexuais masculinos. Níveis baixos de testosterona causa nos homens um menor apetite sexual e a diminuição da potência sexual, ou seja, menos poder de ereção e menos disposição sexual.

2- Controle a ansiedade

Ansiedade causa impotênciaA ansiedade é um distúrbio de saúde mental caracterizado por sentimentos de preocupação, ansiedade ou medo que são fortes o bastante para interferir nas atividades diárias, entre elas no sexo.

Muitos estudos já demonstraram que a ansiedade é uma das principais causas da ejaculação precoce e da impotência sexual. Isso porque ela deixa o homem, nervoso, tenso e preocupado todos esses fatores alteram os níveis de estresse, e por causa disso os níveis de hormônios também são alterados.

E essa alteração dos hormônios causa o aumento da adrenalina o que impede que a circulação preencha a região do pênis para provocar a ereção causando a famosa “broxada”.

E com isso cresce o risco do homem não ter a ereção novamente e a cada nova experiência ruim em relação ao desempenho sexual, mais ansioso o homem fica na próxima vez, piorando o quadro e transformando tudo num ciclo que não tem fim, caso o indivíduo não faça um tratamento adequado.

O link abaixo mostra algumas maneiras de você controlar sua ansiedade, veja:

https://pt.wikihow.com/Controlar-a-Ansiedade

3- Evite fumar

Não sei se você sabe, mas o tabagismo aumenta em até 85% o risco de impotência sexual.

O principal motivo disso é que o cigarro contém cerca de 4 mil produtos químicos que são prejudiciais ao organismo humano, passando diretamente para a corrente sanguínea quando é aceso.

E o vício de fumar já foi identificado como uma das possíveis causas de disfunção erétil nos homens, além de apresentar outros problemas de fertilidade o que pode prejudicar que o homem engravide sua parceira.

Além disso, o uso do fumo é uma das principais causas de disfunção erétil, já que o cigarro está intrinsecamente ligado a problemas vasculares, uma vez que colabora para o entupimento das artérias.

Veja o relato abaixo contada pelo Dr. Drauzio Varella que fala como parou de fumar:

4- Evite ou diminua o consumo de bebidas alcoólicas

Bebida alcoólicaAssim como o tabagismo, a bebida alcoólica contém produtos químicos que são prejudiciais ao organismo humano.

Basicamente, o homem que consome bebidas alcoólicas com frequência sofre a atrofia das células produtoras de testosterona, o que leva à diminuição dos hormônios masculinos, o que contribui para o surgimento da disfunção erétil.

Embora o consumo em pequenas doses pode até apimentar a relação, mas quando consumido em excesso, o álcool atua como um calmante no organismo o que há consequências no sistema nervoso central que acaba culminando em uma incapacidade do homem de conseguir deixar o pênis ereto por muito tempo causando a disfunção erétil.

5- Consuma alimentos ricos em proteína

A proteína é um nutriente muito importante para a saúde e crucial em uma dieta saudável.

Ela é responsável por várias funções no corpo como no aumento da massa muscular, aumento dos pelos, melhora da saúde óssea, aumento dos neurotransmissores e no aumento da testosterona que é um hormônio masculino muito importante para manter a saúde sexual em ordem.

Com isso, segue uma lista de alimentos proteicos que devem estar em sua alimentação contra disfunção erétil, veja:

  • Ovo

  • Carne bovina;

  • Carne de frango;

  • Carne de peixe;

  • Leite;

  • Leite de soja;

  • Queijo;

  • Grão de bico;

  • Lentilha;

  • Amendoim;

  • Linhaça;

  • Quinoa.

Quais os riscos do estresse para a saúde do Homem?

O estresse é uma doença que afeta à saúde física e psíquica. Ele pode surgir como consequência de vários fatores.

Segundo pesquisas o estresse atinge cerca de 90% da população mundial, no Brasil a doença pode cresce principalmente em homens em média idade.

Esse número cresce devido o estresse é um componente da vida moderna e está cada dia mais presente, muitas vezes é um aliado na superação de desafios.

O trânsito, a instabilidade no emprego, a violência, entre outras coisas, fazem com que recebamos doses diárias de estresse.

Mas entenda que o estresse em si não é algo ruim, na verdade ele é uma importante resposta do organismo para a manutenção da vida. Mas o problema é lidar com ele não permitindo que ele traga consequências danosas a vossa saúde.

Abaixo selecionamos 3 graves problemas que podem lhe atingir caso você não consiga controlar o estresse de maneira correta.

1- Obesidade

Homem obesoVárias pesquisas já comprovaram que o estresse provoca o ganho de peso e consequentemente a obesidade.

Isso acontece porquê quando estressado o corpo da pessoa libera um hormônio chamado cortisol. E ao ser liberado, o cortisol faz com que o corpo libere adrenalina e insulina.

A adrenalina libera açúcar na corrente sanguínea rapidamente porque o corpo precisa de energia para contrair músculos. A insulina faz que a glicose entre mais rápido na célula para termos mais energia, otimizando o trabalho da adrenalina.

E quando isso acontece várias vezes ao dia, a pessoa começa a sentir mais vontade de comer doces e carboidratos simples, porque a insulina está circulando no sangue e o sistema nervoso central entende que o corpo precisa de mais energia atuando em áreas da fome no cérebro.

Por isso que muitas pessoas quando estressadas tendem a comer mais e compulsivamente alimentos pouco nutritivos como doces, chocolates, etc.

E com esse tipo de alimentação ao passar do tempo pode facilitar o ganho de peso e consequentemente a obesidade. Afinal, uma alimentação rica em carboidratos simples é nociva ao corpo.

Se estressou? Então evite comer doces quando estiver estressado!

2- Impotência sexual

O estresse causa impotência sexualA impotência sexual é um problema sexual que atinge boa parte dos homens nos tempos atuais. E essa crescente vem justamente devido o estresse.

E a impotência sexual causa constrangimento para os homens e prejudica a intimidade do casal. Ela se caracteriza pela incapacidade de obter e também de manter uma ereção que seja suficiente para que possa haver a penetração e o ato sexual se concretize.

O fato é que o estresse diminui substâncias químicas que agem positivamente no organismo, como hormônios, neurotransmissores e sais minerais, o que acaba gerando problemas de saúde desde dores de cabeça até o cansaço físico e sexual.

Para aqueles que desejam saber uma maneira de aumentar o tamanho do pênis, o estresse pode sim reduzir o tamanho e a rigidez do pênis. Afinal, o estresse em excesso e constante causa o desequilíbrio dos hormônios como o caso da testosterona que é o principal hormônio do corpo masculino e responsável por aumentar a libido e melhorar o desempenho sexual masculino.

Por isso, a dica que fica é relaxe sempre que puder, tenha uma boa noite de sono e sempre busque uma alimentação equilibrada e sempre mantenha o corpo hidratado com água. Atitudes assim podem “blindar” o corpo dos riscos do estresse.

3- Insônia

O estresse causa insôniaO estresse é uma das principais causas de alteração do padrão do sono levando tanto à insônia aguda como a crônica. Isso porquê o estresse cria incoerência entre os ritmos do coração e, quando nosso coração fica fora de sincronia, os padrões normais de sono podem ser alterados.

Devido a liberação em excesso do hormônio cortisol, mina o sistema imunológico, piora a sua memória, facilita o ganho de peso e dificulta o sono.

Quando estamos estressados, nossa mente fica cheia de pensamentos em vez de desligar à noite, inibindo funções importantes envolvidas na memória, reparação muscular e humor.

Além de não deixar você dormir, o estresse atrapalha a qualidade do seu sono o que é péssimo para a saúde. Pois a falta de sono pode fazer com que aumentem os níveis de hormônios que regulam o apetite e com que seja mais difícil obter uma sensação de saciedade, o que pode causar o ganho de peso.

Além disso, a falta de sono causa irritabilidade, problemas cognitivos, perda de memória, dores de cabeça, dor muscular, reduz sua imunidade e facilita que seu corpo tenha diabetes tipo II.

Mas como controlar o estresse?

Abaixo, selecionamos 2 ótimos vídeos que te ensinam como controlar o estresse de maneira rápida e totalmente eficaz.

1- Controlando a ansiedade e o estresse com Juliano Pimentel:

2- Três rotinas para reduzir o estresse:

Dicas para melhorar o desempenho sexual masculino

Todos os seus hábitos são fatores muito importantes para que se melhore o seu desempenho sexual.

Podemos enumerar esses costumes, como os bons e os nocivos, desde: a sua rotina diária, como alimentação, atividades físicas até mesmo a relação com o cigarro e muitas outras que aqui detalharemos com mais detalhes, como boas e más.

Entre essas dicas, que estão ligadas a sua saúde, o mais importante é também a visita a um médico urologista, para buscar um melhor tratamento ou ir de encontro a alguma solução que costuma afetar o seu desempenho sexual.

Uma grande frustração ou insatisfação, pode ser a causa pelos dois parceiros, para a dissolução de muitos relacionamentos.

Desfrutando de uma vida sexual saudável

Vida sexual do HomemO problema do desempenho sexual masculino em alguns casos precisa ser tratado e curado, nesse caso, o melhor a se fazer é a utilização de técnicas que ativam a circulação do sangue e retêm o sangue no pênis.

Somente assim, se poderá potencializar a sua capacidade de ter relações sexuais duradouras para sempre.

Dessa maneira, também é possível aumentar naturalmente o pênis e engrossá-lo, pois quanto mais sangue chegar ao pênis, mais ereto ele ficará. Por isso caso você busque uma alternativa de como engrossar o pênis, essa é a mais indicada, pois não traz riscos.

Com isso, ereções mais firmes, vigorosas e potentes podem acontecer e de uma forma que satisfaça sua parceira e seja regular também o prazer, mais intenso e duradouro, tanto para a mulher, quanto para ao homem.

Para isso acontecer, deve-se controlar a ejaculação, demorando mais tempo ou até mesmo o tempo que quiser para que se atinja o orgasmo.

Alimentos que melhoram a performance masculina na cama

Canela é um ótimo estimulante sexualO que se come aumenta ou diminui a desempenho masculino na cama. Uma má alimentação pode conceber uma baixa produção de alguns neurotransmissores que são associados ao bem-estar e ao prazer.

Todas essas alterações podem prejudicar o desempenho sexual masculino, como também o feminino. Ao contrário, alguns alimentos podem melhorar sua vida sexual.

Nesse caso, como alimentos que melhoram, podemos citar os alimentos com zinco, é o caso da ostra, por exemplo, como boa fonte de zinco mineral que é necessário para a maturação do esperma e a fertilização.

Outros alimentos, os afrodisíacos podem ser o ginseng, a canela, amendoim, ovo, pimenta, nozes, castanhas, cereais integrais e leite, são excelentes para melhorar o rendimento sexual masculino.

Hábitos que devem ser esquecidos

Evitar bebidas alcoólicas melhora o desempenho sexualO primeiro deles e o mais letal que deve ser esquecido é o cigarro. Ele pode atrapalhar a ereção, devido a sua nicotina encontrada nele.

O cigarro afeta a microcirculação arterial e venosa dos corpos cavernosos do pênis e de sua bomba cardiovascular que é prejudicada, pela chegada do sangue ao órgão sexual. Contudo, fuja do cigarro!

Evite também o álcool em excesso, somente uma boa taça de vinho já ajuda a relaxar e até a criar um clima. Fique atento ao exagero, pois, o álcool pode favorecer o relaxamento e prejudicar a circulação e a ereção.

Nunca se entregue também ao sedentarismo, a atividade física é muito boa para o corpo e a mente e podem melhorar o rendimento na cama.

Preliminares

A dica para as preliminares é não pular, são elas que desenvolvem uma resposta sexual e química do sexo que se inicia através de uma excitação que vai aumentando, seja pelo toque, pelo olhar, ou um cheiro que irá dar uma interpretação no cérebro, processando as informações que serão direcionadas para a resposta sexual e experimentando diferentes sensações, até se chegar numa relação sexual, bem mais prazerosa.

Medicamentos e tratamentos

Somente recorra aos medicamentos em caso de extrema necessidade e com acompanhamento de um médico, para não oferecer riscos à saúde.

Além do Viagra temos outros medicamentos como o Cialis e o Levitra. Um acompanhamento de uma terapia sexual, também se faz necessário, para ir de encontro a um resultado bem mais completo.

São muitos os tratamentos para melhorar o desempenho sexual masculino como: os medicamentos hormonais, os dispositivos de vácuo, injeções, próteses penianas e também os remédios orais, todos devem ter a prescrição médica.

Inove no sexo

Busque sempre por inovações sexuais, seja por novas posições ou até uma simples mudança de local.

Acompanhado de sua parceira, vá a um sex shop ou apimente sua relação na cama. Isso tudo fará com que seu desempenho também seja motivo para revigorar o sexo e ter mais satisfação e prazer.

Caso você tenha vergonha de ir ao sex shop, não tem problema, pois existem vários online.